Fonte imprescindível em uma matriz elétrica diversificada, sustentável e eficiente, a energia nuclear é tema prioritário no Brasil e no mundo quando se fala em garantir o suprimento energético para o crescimento e desenvolvimento. O Seminário Internacional de Energia Nuclear (VI SIEN) é hoje uma referência nessa discussão, reunindo empresas brasileiras e internacionais, autoridades do governo, agencias internacionais, técnicos e gestores da cadeia industrial do setor, Academia, associações profissionais e empresariais e outros segmentos. O SIEN traz em sua programação painéis e palestras sobre a Política Nuclear no País, os desafios para o desenvolvimento do setor no Brasil e no mundo, novas tecnologias e soluções voltadas à operação e segurança das usinas nucleares, bem como os diversos usos da radiação para fins pacíficos. Promove em paralelo também a EXPO NUCLEAR, uma mostra de tecnologias e soluções para a cadeia nuclear. Na edição de 2016, vai agregar também ao conteúdo o 1º ETEN - Encontro sobre Tecnologia em Engenharia Nuclear para Fins Pacíficos, visando a promover um intercâmbio tecnológico permanente no setor. O objetivo principal do ETEN é reunir a Comunidade Científica Nuclear em prol de uma maior interação entre as instituições, viabilizando a realização de trabalhos de pesquisas futuras por meio de cooperação técnica.

Mais informações
eventos@planejabrasil.com.br

  • Conteúdo Antigas

EDIÇÕES ANTERIORES

RELATÓRIO FINAL 2015

RELATÓRIO 2014

RELATÓRIO 2013

TERMO DE COMPROMISSO

Mais informações no site - www.residuosgestao.com

Gestão integrada de de resíduos APLICADA À GEÂNSITO

6° ENCONTRO DE GESTÃO INTEGRADE DE RESÍDUOS SÓLIDOS. COLETA SELETIVA E RECICLAGEM DE RESÍDUOS DOMÉSTICOS, INDUSTRIAIS E DA CONSTRUÇÃO CIVIL

O Brasil gera, em média, cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) por ano. Esse volume aumenta cerca de 3% de um ano para outro, índice que vem a ser superior à taxa de crescimento populacional, de 0,9%, considerando dados do relatório da ABRELPE de 2014.

O dado preocupa, tendo em vista o ritmo lento com que o setor avança desde a criação da Política Nacional de Resíduos Sólidos - PNRS – Lei Federal n. 12.305/2010 – que estabeleceu quatro anos para a implementação da destinação adequada dos resíduos sólidos e rejeitos em todo o país, prazo esgotado em agosto de 2014.
Desse total produzido anualmente, apenas 1% é reciclado, fazendo com que o País deixe de arrecadar R$ 8 bilhões, já que apenas 58% do lixo coletado sigam para aterros sanitários, apesar da coleta atingir 90,68%.

Por sua vez, a cadeia produtiva da construção civil consome entre 14 e 50% dos recursos naturais extraídos do planeta, gerando considerável quantidade de resíduos; No Brasil, os chamados RCD representam de 51 a 70% da massa dos resíduos sólidos urbanos. Quando mal gerenciados, degradam a qualidade da vida urbana, sobrecarregam os serviços municipais de limpeza pública e reforçam no país a desigualdade social, drenando recursos públicos continuamente para pagar a conta da coleta, transporte e disposição de resíduos depositados irregularmente em áreas públicas.

O 6º ENCONTRO DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS – Da Geração ao Descarte” tem por objetivo debater todo o desenvolvimento da cadeia logística do segmento, os impactos causados, legislação vigente, entraves operacionais, suas dificuldades, carga tributária, incentivos, formas de financiamentos, bem como apresentar ao segmento o que há de mais moderno em tecnologia e gestão.
Em 2016, o evento prevê a realização da 1ª EXPORESÍDUOS do Rio de Janeiro, destinada a mostrar na prática as novidades tecnológicas para gestão e operação de Resíduos Sólidos Urbanos.

Mais informações em: www.residuosgestao.com

Mais informações
eventos@planejabrasil.com.br

Fonte imprescindível em uma matriz elétrica diversificada, sustentável e eficiente, a energia nuclear é tema prioritário no Brasil e no mundo quando se fala em garantir o suprimento energético para o crescimento e desenvolvimento. O Seminário Internacional de Energia Nuclear (VI SIEN) é hoje uma referência nessa discussão, reunindo empresas brasileiras e internacionais, autoridades do governo, agencias internacionais, técnicos e gestores da cadeia industrial do setor, Academia, associações profissionais e empresariais e outros segmentos. O SIEN traz em sua programação painéis e palestras sobre a Política Nuclear no País, os desafios para o desenvolvimento do setor no Brasil e no mundo, novas tecnologias e soluções voltadas à operação e segurança das usinas nucleares, bem como os diversos usos da radiação para fins pacíficos. Promove em paralelo também a EXPO NUCLEAR, uma mostra de tecnologias e soluções para a cadeia nuclear. Na edição de 2016, vai agregar também ao conteúdo o 1º ETEN - Encontro sobre Tecnologia em Engenharia Nuclear para Fins Pacíficos, visando a promover um intercâmbio tecnológico permanente no setor. O objetivo principal do ETEN é reunir a Comunidade Científica Nuclear em prol de uma maior interação entre as instituições, viabilizando a realização de trabalhos de pesquisas futuras por meio de cooperação técnica.

Mais informações
eventos@planejabrasil.com.br

  • Conteúdo Antigas

EDIÇÕES ANTERIORES

RELATÓRIO FINAL 2015

RELATÓRIO 2014

RELATÓRIO 2013

TERMO DE COMPROMISSO

Siniav deve entrar em operação no final do mês de junho

03/2/2015 - Victor José, repórter do Portal Transporta Brasil

O Siniav (Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos), que já amarga oito anos de postergação, foi criado para prevenir, fiscalizar e reprimir o furto e o roubo de veículos e cargas, além de possibilitar ações para contribuir na melhoria do trânsito nas grandes cidades.

O sistema é composto por placas de identificação eletrônica a serem instaladas nos veículos, antenas leitoras, equipamentos de configuração e sistemas informatizados que formarão as bases de dados.

Segundo o Denatran, a implantação começou em 1º de janeiro de 2013 e deve ser concluída até o fim de junho. Caberá ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de cada unidade federativa instalar o chip da sua frota e criar a estrutura que alimentará a base de dados. É nesse ponto que pode haver mais atrasos.
O chip que contém as informações do veículo será lido sempre que ele passar por antenas leitoras, móveis ou fixas em estradas e avenidas. Essa leitura vai gerar registro de passagem do veículo em cada antena. As informações serão enviadas à base de dados do órgão responsável pela instalação da antena e à base nacional de dados, mantida pelo Denatran.
A lei que cria o Siniav determina que todos os veículos, exceto os bélicos, sejam equipados com o chip, sob risco de não obterem licenciamento ou nova licença.
Carros zero quilômetro deverão sair da fábrica com a identificação eletrônica. Se retirado, o chip será invalidado. Proprietários de veículos que não possuírem a etiqueta deverão receber multa grave e perda de cinco pontos na CHN.

Outras informações no hotsite do evento encontroits.com.br

O sistema que monitora a frota brasileira por meio de chips nos
veículos deverá entrar em operação no dia 30/6, conforme
informações do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

Mais informações
eventos@planejabrasil.com.br

ENERGIAS RENOVÁVEIS
E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

Desafios e soluções para o Brasil produzir mais com menos

21 de julho de 2016

Usar de forma racional a energia disponível e buscar fontes renováveis é um desafio permanente e estratégico para empresas, governos e pessoas comuns. Debater e difundir tecnologias e experiências que possam ajudar nesse sentido deve ser um compromisso permanente da sociedade. Afinal, é possível reduzir o consumo de energia, diminuir custos e aumentar lucros economizando ou buscando energias mais limpas e sustentáveis. A meta é a Sustentabilidade, buscar meios de produzir cada vez mais com menos, seja na indústria, comercio, setor público, construção etc. Empresas que investem em projetos de eficiência energética podem economizar recursos, ganhar competitividade e amenizar a pressão sobre o aumento da oferta de energia.

O Seminário Nacional de Energia Renováveis e Eficiência Energética, em paralelo com a primeira EXPO - Energias Renováveis, traz essa discussão. O debate é importante e oportuno. Afinal, em todos os setores é possível melhorar a eficiência no consumo de energia, reduzindo custos e o impacto ambiental, e/ou substituí-la por uma fonte renovável, mais econômica e limpa.

Veja a programação do evento

Mais informações
eventos@planejabrasil.com.br

FÓRUM INTERNACIONAL DA MOBILIDADE POR BIBICLETA

A bicicleta vem extrapolando, em todo o mundo, suas tradicionais características de instrumento de esporte, saúde e lazer. Dia a dia, mais e mais pessoas que habitam as grandes cidades do mundo têm lançado mão dela para cumprir, sobre duas rodas, as mais diversas atividades em suas rotinas diárias.

Privilegiado pela beleza natural que lhe deu o título de “Cidade Maravilhosa”, o Rio de Janeiro vem consolidando sua vocação para pedalar, atraindo mais e mais adeptos da bicicleta, que pouco a pouco vão descobrindo e consolidando a magrela também como modal de transporte. E cada vez mais os cariocas utilizam a bicicleta no dia a dia para ir ao trabalho, às compras, levar filhos à escola..., enfim, tirar proveito desse privilégio de morar e compartilhar mais o Rio de Janeiro com toda essa beleza que Deus lhe deu.

O biciRio, organizado pela Planeja Comunicação e Casa Viva Eventos Ambientais em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura do Rio de Janeiro, cumpre o papel de ajudar a incentivar o uso da bicicleta como modal de transportes e integração com os transportes públicos. Enfim, debater essa prática como cultura; a infraestrutura existente e necessária; a segurança; legislação; o papel do cidadão e outros assuntos importantes para melhorar a mobilidade urbana e o meio ambiente da cidade, a exemplo do que acontece em diversos países do mundo.

O biciRio é parte do Programa “Rio Capital da Bicicleta”, que visa a implementar ações de incentivo e fomento ao uso da bicicleta. O Rio detém a maior malha cicloviária do País, está incluído internacionalmente entre as cidades amigas da bicicleta. É a capital brasileira desse modal.

Mais informações
eventos@planejabrasil.com.br

COMUNICADO URGENTE

Prezados participantes, parceiros, fornecedores e colaboradores,

Fomos surpreendidos na última semana com uma notificação extrajudicial da Associação dos Engenheiros da SABESP (AESABESP) nos interpelando sobre a realização do ENESAN / EXPOSAN, que programamos para realizar nos dias 30 de junho e 01 de julho, pelo segundo ano consecutivo.

A alegação da entidade é que o nome ENESAN se confunde com o evento que realizam – a “FENASAN – FEIRA NACIONAL DE SANEAMENTO E MEIO AMBIENTE”, e afirmam literalmente que o uso do nome ENESAN também “confundirá o seu público consumidor”.

O nome escolhido para o evento organizado pela CASA VIVA – o ENESAN – se origina simplesmente da junção das iniciais das palavras ENCONTRO e SANEAMENTO que compõem seu título e que fazem parte do vocabulário brasileiro. O ENESAN, desde a sua concepção, tem sido um evento destinado a promover o uso racional da água, a eficiência no consumo e na operação do setor de saneamento ambiental, enfim, discutir e difundir as melhores práticas entre as operadoras e demais empresas que atuam no setor.

Este ano, diante da crise anunciada da disponibilidade hídrica, decorrente das mudanças climáticas e do uso e gestão inadequada da água, elegemos este como tema central do evento. Trata-se de um seminário técnico, voltado a promover a discussão e o intercâmbio entre as empresas, governo, ONGs, profissionais.

Assim, não vemos nenhuma razão para a medida da AESABESP, principalmente vindo de uma associação que tem por objetivo, e que imaginamos esteja além do lucro financeiro, estimular e dar apoio a este tipo de debate em prol da sustentabilidade, seja organizado por ela ou não, tendo em vista que representam profissionais sérios da maior operadora de saneamento da América Latina, com a responsabilidade de abastecer e preservar a água para milhões de pessoas.

Embora não concordemos com os argumentos da AESABESP, o que nos reservamos o direito de discutir através dos canais adequados, não vemos outra alternativa senão adiar a realização do ENESAN, até que possamos resolver essa situação e prosseguir com o nosso propósito, que o mercado bem conhece, de realizar “EVENTOS AMBIENTAIS VOLTADOS PARA A SUSTENTABILIDADE, EFICIÊNCIA E BEM ESTAR DA POPULAÇÃO”, como empresa séria e composta por profissionais responsáveis, sem sermos prejudicados no meio do processo por iniciativas e ações jurídicas que possam prejudicar nossos parceiros, apoiadores e participantes.

Deixamos a seu critério aguardar a nova data do evento, que esperamos possa acontecer o mais breve possível, ou se preferir solicitar o reembolso do valor de investimento na inscrição.

Certos da compreensão de todos, agradecemos.

Atenciosamente,

Carlos Emiliano Eleutério
Diretor Executivo

Mais informações
eventos@planejabrasil.com.br

Preencha o formulário abaixo para se inscrever!
Evento | Event:
   

Dados para Cobrança / Billing Data:

TIPO | TYPE:
Denominação Legal | Legal Designation
Empresa | Company
CNPJ | Tax ID:
Inscrição Municipal:
Inscrição Estadual:
Endereço | Address:
Cep | Zip Code:
Bairro | District
Cidade | City:
Estado | State:

Responsável pelo pagamento |
Payment responsible name::

Cargo | Position:
E-mail:
Telefone | Fone number:
Celular | Mobile number:
   

Dados do Participante / Participant's Data:

Nome | Name:
Cargo | Position:
E-mail:
Telefone | Fone number:
Celular | Mobile number: .
Forma de pagamento | Payment form:
   

 

 

INFORMAÇOES COMPLEMENTARES | ADDITIONAL INFORMATION

CASA VIVA EVENTOS AMBIENTAIS LTDA-ME
CNPJ: 12.432.924/0001-46
Banco Caixa Economica Federal
Agência: 3225 Operação:003 C/C: 909-8

OBSERVAÇÃO: É obrigatório o envio do comprovante de pagamento para o email inscricao@planejabrasil.com.br

(regra válida para ambas formas de pagamento). O prazo de pagamento tanto para boleto bancário quanto para depósito é de três dias úteis – com exceção de pagamento via empenho (informações com: eventos@planejabrasil.com.br).


Note: For international registration there are two payment forms: (A) Deposit Bank or (B) Payment on the day of the event - only in cash (dollar or real). For Deposit Bank inform us which country come the payment and we will respond you with our corresponding bank in your country and swift code.
Inform us by e-mail inscricao@planejabrasil.com.br